Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Publicidade RML

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
   
Capa
Entrevistas
Equipe
Mural
News
Contato
Reviews
CD's
DVD's
Demos
Magazines
Shows
Multimídia
Fotos
Links
Bandas
Zines
Gravadoras
Rádios
Diversos

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Untitled Document
 
 

Versão para impressão .

Enviar por e-mail .

Receber newsletter .

Versão PDF  .

Relatar Erro [erro]

 

News

ALTERA O
TAMANHO DA LETRA
 

Recife Metal Law - O seu portal de informação!

 

Ignited: os álbuns que marcaram os músicos da banda



O guitarrista Dalton Castro e o baterista Maurício Velasco, integrantes da banda catarinense de Heavy Metal Ignited, listaram cinco álbuns que marcaram suas vidas e os levaram ao Rock e Heavy Metal, confira.

Os cinco álbuns que marcaram Dalton Castro:

Judas Priest - “Painkiller”
Representa para mim uma divisão de águas na história do Heavy Metal, a qual abriu um portal para um Metal mais moderno e muito mais visceral em níveis técnicos. Ouvi ‘trocentas’ e ouvirei mais ‘trocentas’ milhares de vezes sem dúvida! Sempre inspirador e uma fonte de vitalidade.

Halford - “Resurrection”
Esse álbum é a imagem do Heavy Metal nu e cru, pelado! Direto ao ponto com a mensagem sendo falada na lata. Muita energia e atitude, não tem como ouvir e não se sentir altamente energizado após. Ou até mesmo querer montar uma banda!

Dio - “Killing the Dragon”
Adoro esse álbum, principalmente pela performance do Doug Aldrich no DVD “Evil Or Divine”, que simplesmente deixa qualquer guitarrista de boca aberta na hora do improviso em quase todos os solos, imprimindo sua personalidade em músicas clássicas inclusive do Black Sabbath.

Black Sabbath - “Sabbath Bloody Sabbath”
“Who are you?” - Quem não entortou o caneco ouvindo isso talvez esteja perdendo uma experiência lisérgica das boas! Disco incrível e ultra pesado, inclusive pela afinação mais baixa tornando as coisas muito mais caóticas e viciantes.

Saxon - “Metalhead”
Esse álbum, para mim, é um dos mais coesos do Saxon, do início ao fim é uma jornada com riffs marcantes e que são impossíveis de esquecer, tais como os refrões da faixa título “Metalhead” e “All Guns Blazing”, que também possui um baixo sensacional!

Os cinco álbuns que marcaram Maurício Velasco:

Guns N’ Roses - “Use Your Illusion II”
Esse foi o primeiro disco do Guns que eu ouvi. A primeira música foi “You Could Be Mine”, trilha do filme Exterminador do Futuro 2. A banda estava muito afiada e na sua melhor forma, pois esse álbum é recheado de ótimas canções. O destaque é a performance do baterista Matt Sorum e o som da bateria aqui é algo cristalino, que chama muita atenção pela qualidade e brilho. Ouça a intro da música “Locomotive” e aumente o volume!

Metallica - “Metallica”

Ganhamos esse disco de presente, eu e meu irmão, quando tínhamos por volta dos 10 anos, eu um pouco menos. Logo quando lançaram o tocador de CD aqui no país. Um divisor de águas na música pesada, pelas músicas mais diretas, pela produção pesada e pelo alcance mais ‘mainstream’ que levou o Metallica ao topo do mundo! A intro de “Enter Sandman” ainda arrepia!!!

Helloween - “Keeper of the Seven Keys Part 2”
Sem dúvidas, nesse álbum temos a melhor performance de um baterista de Heavy Metal Melódico, pela sua originalidade e velocidade. Ingo Schwichtenberg virou referência para o instrumento. Confesso que no início as músicas me pareciam muito rápidas, mas na segunda ou terceira audição você é levado pelas melodias e boas composições. Abra a cerveja e dê o ‘play’ em “Eagle Fly Free”!

Judas Priest - “‘98 Live Meltdown”
Talvez esse seja o disco que eu mais ouvi na vida. Eu, Dênis e Dalton nos reuníamos lá em casa e deixava rolando o álbum e depois dava um ‘repeat’ por várias vezes. É a melhor performance do Tim “Ripper” Owens ao vivo, o cara cantou um absurdo! A banda estava afiadíssima e também posso destacar aqui a performance de Scott Travis, uma das minhas maiores referências na bateria! Difícil recomendar um som, mas posso deixar “Rapid Fire” como um som que me chamou muita atenção pela levada de bateria e o vocal do “Ripper” impressiona muito!

Halford – “Live Insurrection”
Halford, para mim, é o maior vocalista de Heavy Metal de todos os tempos, pelo seu vocal potente, atitude e performance ao vivo! Preciso mencionar esse disco ao vivo, porque estive no show dele no “Rock in Rio 2001”, algo que jamais vou esquecer. Foi a turnê do “Resurrection”, mas o ‘set list’ foi uma grande festa, passando por Judas, Fight e por toda a carreira do “Metal God”. Falar da performance do Halford é chover no molhado. Mas o que tocou o baterista Bobby Jarzombek aqui nesse álbum, foi algo incrível! Dê o ‘play’ no som “Into the Pit” e perceba!

Após lançar “Steelbound”, seu álbum de estreia, ano passado pela gravadora Voice Music, a Ignited está trabalhando na produção de um álbum ao vivo, gravado durante show realizado ao lado do baterista Mike Portnoy (ex-Dream Theater) em Porto Alegre. Enquanto o novo álbum não é lançado confira o videoclipe gravado para “Ignition” clicando aqui.

Links relacionados:
www.ignitedmetal.com
www.facebook.com/ignitedofficialband
www.instagram.com/ignited_official
 
 
Busca no site
 
Veja tambm