Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Publicidade RML

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
   
Capa
Entrevistas
Equipe
Mural
News
Contato
Reviews
CD's
DVD's
Demos
Magazines
Shows
Multimídia
Fotos
Links
Bandas
Zines
Gravadoras
Rádios
Diversos

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Untitled Document
 
 

Versão para impressão .

Enviar por e-mail .

Receber newsletter .

Versão PDF  .

Relatar Erro [erro]

 

Reviews Demos

ALTERA O
TAMANHO DA LETRA
 

Recife Metal Law - O seu portal de informação!

 

LIBERTARYA - Perturbe a Ordem


LIBERTARYA
“Perturbe a Ordem”
Independente – Nac.


A capa, em preto em branco, traz a bandeira do Brasil com algumas mudanças, no local do “Ordem e Progresso” e as estrelas, um Congresso Nacional em chamas (sonho de muitos). Nome da banda e título da Demo nos faz acreditar se tratar de uma banda Punk ou Hardcore. O Manifesto contido no encarte e as letras aumentam tal crença (em acreditar ser uma banda Punk ou Hardcore), mas quando colocamos o disquinho para tocar é que podemos realmente ter a certeza do estilo musical praticado. O que ouvimos são melodias carregadas, típicas do tradicional Heavy Metal, porém com um vocal mais agressivo, mas não gutural, lembrando algo do Melodic Death Metal, mas com características bem próprias, sem uso de teclados e mais diretas. Eu diria que o Libertarya se trata de uma banda de Heavy/Death Metal, se é que assim a posso qualificar, mas foi o mais perto do que fui capaz de chegar para definir o som da banda. O Libertarya tem em sua formação dois componentes bem conhecidos no meio Underground: Luiz Carlos Louzada (vocal, também Vulcano, Hierarchical Punishment, Chemical Disaster, Predatory, entre outras) e Cesar Antunha (guitarras, baixo, bateria, também Dark Witch). A Demo contém apenas três músicas (“Perturbe a Ordem”, “Presídio Mental” e “Um Grito que Nunca se Cala”), todas com parte lírica carregadas de um forte teor crítico (contra a corrupção, regime escolar, corrução, etc.), e que beiram o que é feito por bandas Punk. A diferença está mesmo na parte instrumental, com guitarras totalmente Heavy Metal, além das levadas certeiras de baixo e bateria e o vocal bem encaixado de Luiz Carlos. A gravação não está ruim, porém ficou bem grave, o que faz com que o ouvinte mexa na equalização do som. É um mero detalhe, já que o que encontramos nessa Demo é altamente satisfatório.

Site: www.facebook.com/libertaryametal
E-mail: projetolibertarya@gmail.com

Resenha por Valterlir Mendes
 
 
Busca no site
 
Veja tambm