Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Publicidade RML

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
   
Capa
Entrevistas
Equipe
Mural
News
Contato
Reviews
CD's
DVD's
Demos
Magazines
Shows
Multimídia
Fotos
Links
Bandas
Zines
Gravadoras
Rádios
Diversos

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Untitled Document
 
 

Versão para impressão .

Enviar por e-mail .

Receber newsletter .

Versão PDF  .

Relatar Erro [erro]

 

Reviews Cds's

ALTERA O
TAMANHO DA LETRA
 

Recife Metal Law - O seu portal de informação!

 

DUST COMMANDO - Chaos Lives in Fur


DUST COMMANDO
“Chaos Lives in Fur”
Independente – Nac.

Ouvir coisas diferentes dentro do universo Heavy Metal, para muitos, é algo bem difícil de fazer, ainda mais para aqueles que começaram a ouvir o estilo há mais de duas décadas. Talvez para esse tipo de público, ainda mais se for exigente e fechado para mudanças, isso seja uma tarefa árdua, praticamente impossível. E qual a razão para tais afirmativas nessa resenha do primeiro disco do Dust Commando? A razão é, meus amigos, que a banda, em “Chaos Lives in Fur”, traz uma grande miscelânea em sua sonoridade e por mais que encontremos grandes doses de Stoner Metal em sua música, não é só do estilo que se faz o Dust Commando. Nas dez músicas presentes no CD podemos encontrar os mais diversificados estilos. Na abertura, com “This is Passion”, um Rock N’Roll mais despojado; já na música seguinte, “Heavywight Dinosaurs”, pintadas de Stoner, Black Sabbath e Grunge! É isso, é uma grande miscelânea, como citei logo acima, ficando praticamente impossível definir o som do Dust Commando. Se essa era a intenção da banda, de não ser rotulada, apesar de alguns estilos estarem mais evidentes em sua música, com esse disco de estreia conseguiram. Apesar de ser uma ideia interessante, a inserção de estilos, digamos, mais acessíveis, não agradarão em cheio os mais ortodoxos, e por isso iniciei a resenha do jeito acima, afinal “Morale” é uma viagem Grunge, enquanto “She’s a Saint” mostra que a banda tem certa queda pela música do Red Hot Chili Peppers. Mas é de se destacar que as guitarras estão bem timbradas, e os solos são bem sacados, além de alguns riffs com afinação baixa. A gravação vem, de certa forma, crua, deixando a sonoridade bem ‘vintage’, aquele Rock N’Roll mais despojado. O baixo vem bastante contundente, principalmente em “Nero”, que também têm batidas meio que tribais na bateria, mas a música vem com algo mais grunge em sua sonoridade, com andamentos compassados e desesperadores vocais se alternando com vocais limpos. E quem falou que não tem mais espaço para outros estilos nesse disco? O Blues se faz presente com “Holy Roller Skeptic Fella Blues”. Já “Narc” e “Viking” têm uma tendência mais contemporânea, no que se diz respeito ao Rock, mais precisamente aqueles “Rock” que agradam a mídia. “Madcap” é uma instrumental acústica. “Hold On” traz riffs iniciais totalmente Stoner, mas depois, com a entrada dos vocais, o instrumental parte para algo mais límpido, e essa mescla vai até o fim, inclusive com guitarras bem influenciadas pelo mestre Tony Iommi. “Chaos Lives in Fur” é uma verdadeira viagem musical, não precisamente pelo Heavy Metal, mas por algo mais alternativo, em se falando de Rock e suas tendências. O material que recebi é simples, apresentado em envelope e com poucas informações. Se o amigo, fã de Heavy Metal, quer fugir do estilo por algum momento, o ‘debut’ do Dust Commando é uma boa pedida.

Site: http://xmetalempirex.wix.com/dustcommando

Resenha por Valterlir Mendes

 
 
Busca no site
 
Veja tambm