Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Publicidade RML

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
   
Capa
Entrevistas
Equipe
Mural
News
Contato
Reviews
CD's
DVD's
Demos
Magazines
Shows
Multimídia
Fotos
Links
Bandas
Zines
Gravadoras
Rádios
Diversos

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Untitled Document
 
 

Versão para impressão .

Enviar por e-mail .

Receber newsletter .

Versão PDF  .

Relatar Erro [erro]

 

Reviews Cds's

ALTERA O
TAMANHO DA LETRA
 

Recife Metal Law - O seu portal de informação!

 

RIGOR MORTIS BR - The One Who…


RIGOR MORTIS BR
“The One Who…”
Sangue Frio Produções/Vários – Nac.

O Rigor Mortis BR (que começou como Rigor Mortis) tem vários anos de estrada, mas também muitas modificações na formação e algumas paradas nas atividades. Até que em 2016, finalmente, lançou seu primeiro disco, “The One Who...”. O material foi lançado numa parceria entre a banda e diversos selos, algo que vem ocorrendo bastante em tempos de pouca vendagem de CDs, e que só ajuda a uma banda que só agora lança seu primeiro disco. O álbum começa meio que num clima de filme de terror, por causa da bem usada “Intro” como faixa de abertura. A sequência vem com “Dialeto de Morto”, música em português, com levada ‘quebrada’ e andamento mais pesado do que veloz, apesar de alguns ‘blast beats’ apresentados. Os vocais são alternados entre momentos totalmente guturais e passagens rasgadas. O Death Metal do Rigor Mortis BR, na parte instrumental, também traz uma alternância entre partes totalmente brutais e andamentos mais técnicos, como ouvido em “Psychotropic Illness”. Nota-se que houve uma preocupação da banda em não ficar numa linha, apenas, de som, ou seja, nada de músicas retas o tempo todos ou de andamentos marcados sem fim. Não é nada que já não tenha sido feito anteriormente, mas os integrantes da banda mostram que entendem do riscado e que sabem fazer música doentia, podre, por vezes velozes, por vezes técnicas e de andamentos pesados, quase tétricos. A produção sonora foi feita na Dark Medieval Times, estúdio de ensaio e gravação, e mixagem, masterização e a produção ficou totalmente a cargo do guitarrista Rigor Mortis, único membro que está na banda desde a sua formação. Os demais integrantes que gravaram esse disco foram Christian Peixoto (baixo), Leafar Sagrav (vocal) e Rubens Potrich (bateria, e que já não está mais na banda). São oito músicas apresentadas, mais a “Intro” e um “Interlúdio”, o que totaliza dez faixas e um pouco mais de meia hora de Death Metal. Entre as músicas, duas são em português. Além da já citada, no ‘track list’ ainda temos “Febrônio Índio do Brazil (O Filho da Luz”). A arte da capa reflete bem o conteúdo lírico desse disco de estreia, que fala sobre tortura, homicídio, podridão, indo numa linha mais gore do estilo. Death Metal que mescla violência, técnica e partes trabalhadas.

Site: www.facebook.com/RigorMortisBR

Resenha por Valterlir Mendes
 
 
Busca no site
 
Veja tambm