Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Publicidade RML

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
   
Capa
Entrevistas
Equipe
Mural
News
Contato
Reviews
CD's
DVD's
Demos
Magazines
Shows
Multimídia
Fotos
Links
Bandas
Zines
Gravadoras
Rádios
Diversos

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Untitled Document
 
 

Versão para impressão .

Enviar por e-mail .

Receber newsletter .

Versão PDF  .

Relatar Erro [erro]

 

Reviews Demos

ALTERA O
TAMANHO DA LETRA
 

Recife Metal Law - O seu portal de informação!

 

HATE EMBRACE - Revoluções


HATE EMBRACE
“Revoluções”
Independente – Nac.

Para celebrar 10 anos de atividades no meio Underground pernambucano, o Hate Embrace acaba de lançar seu mais novo material. Trata-se do EP “Revoluções” e, assim como seu antecessor, “Sertão Saga”, o trabalho vem cantado em português. São apenas três músicas: “Guerra do Nordeste do Brasil”, “À Coroa Tudo, Ao Povo Nada” e “Setembrizada”. Liricamente o assunto abordado passeia por acontecimentos ocorridos em Pernambuco, como A Batalha dos Guararapes, A Revolução de 1817 e a Setembrizada de 1831. Essa temática histórica nas letras do Hate Embrace começou com o último álbum e traz aspectos bem interessantes, não só para o público em geral, mas para os pernambucanos, em si, já que têm a oportunidade de com as letras contidas em “Revoluções” saber um pouco mais sobre a sua história. Musicalmente a banda não foge, em demasia, do que já fora feito nos seus álbuns anteriores. Andamentos por vezes velozes, com vocais bem agressivos, mas usados de forma cadenciada, por assim dizer, dando a entender o que se canta. Mas notei que a banda inseriu ainda mais melodias em alguns andamentos, claro, sem descaracterizar o que se propôs a fazer desde o seu início, inserindo em seu Death Metal andamentos que agradam aos ouvintes (se você não for um xiita do Heavy Metal), tanto àqueles que gostam de músicas mais brutais, como aqueles que procuram melodias apuradas. A gravação, num bom patamar, deixou toda a parte instrumental bem audível, sem exageros nesse ou naquele instrumento. O uso dos teclados é bem apropriado e algumas passagens pedem isso, até mesmo para deixar a música mais densa. Os fraseados de guitarras, por vezes, chegaram a me lembrar algo de Amon Amarth, mas nada escancarado, já que o Hate Embrace segue uma musicalidade bem própria. Depois de algumas modificações em sua formação, hoje o Hate Embrace é: Júnior Vilar (baixo), Vinicius Campos (teclados), George Queiroz (vocal), João Paulo Araújo (guitarra) e Ricardo Necrogod (bateria). Apenas uma coisa falta a esse EP do Hate Embrace: ser lançado fisicamente.

Site: www.facebook.com/HateEmbrace.BR

Resenha por Valterlir Mendes
 
 
Busca no site
 
Veja tambm