Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Publicidade RML

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
   
Capa
Entrevistas
Equipe
Mural
News
Contato
Reviews
CD's
DVD's
Demos
Magazines
Shows
Multimídia
Fotos
Links
Bandas
Zines
Gravadoras
Rádios
Diversos

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Untitled Document
 
 

Versão para impressão .

Enviar por e-mail .

Receber newsletter .

Versão PDF  .

Relatar Erro [erro]

 

Reviews Cds's

ALTERA O
TAMANHO DA LETRA
 

Recife Metal Law - O seu portal de informação!

 

MALEFACTOR - Sixth Legion


MALEFACTOR
“Sixth Legion”
Black Order Productions – Nac.


Como o título já entrega, apesar de tal título não servir apenas para informar isso, esse é o sexto álbum de estúdio da baiana Malefactor. O álbum vem depois de quatro anos do lançamento do elogiado “Anvil of Crom”, lançado originalmente em 2013. Algumas mudanças são perceptíveis, a começar pelo número de integrantes, que um dia foi de seis, até mesmo sete, e foi reduzido, nesse novo álbum, para apenas três integrantes - Lord Vlad (vocal/baixo), Danilo Coimbra e Jafet Amoêdo (guitarras), além do baterista convidado Thiago Nogueira. Apesar de alguns momentos mais bruscos, talvez até mais diretos mesmo, como logo ouvido na abertura, com “Counting the Corpses”, ainda podemos ouvir a musicalidade característica do Malefactor, ou seja, uma música que carrega em momentos extremos, mas sem deixar de lado suas fortes melodias, com passagens mais cadenciadas, com vocais mais épicos, algo que sempre foi comum na sonoridade da banda. Mesmo sem os teclados, a música não ficou puramente ‘crua’, como já dito, as melodias, que sempre foi algo corriqueiro na sonoridade da banda, estão bem presentes, latentes, com boas alternâncias entre momentos mais agressivos e algo mais cantado, em se falando nas partes vocais. Com relação à parte instrumental, quem já conhece o Malefactor de cara vai identificar que é a banda. Não é uma repetição de si mesma, mas a banda nunca se afastou de suas raízes e de sua musicalidade ímpar, até mesmo bem difícil de se rotular, afinal, com maestria, a banda passeia por estilos como Death, Black, Heavy, Doom e Epic Metal com bastante naturalidade e sem - nunca - soar forçado. O disco, em minha opinião, é um belo apanhado de canções, tipo uma coletânea de excelentes músicas, e que tendem a agradar a todo e qualquer Headbanger, por mais exigente que seja. Exemplos não faltam: a já citada “Counting the Corpses”, que abre o disco de forma bruta, mas sem deixar de fora as fortes melodias características do Malefactor; o chamado à guerra “They Speak my Name in Tongues”, com um bom trabalho do baterista Thiago Nogueira e uma belo refrão; e a insana e anticristã “Sodom and Gomorrah”, a qual, inclusive, ganhou um videoclipe, são alguns deles. Mas isso são só exemplos, afinal o disco é muito bom, do início ao fim, e até o cover da banda grega Horrified, para a música “Down at the Valley of the Great Encounter”, foi uma boa ‘sacada’ no ‘track list’. A produção sonora ficou soberba. Manteve o peso descomunal da banda, mas, também, deu ênfase nas partes mais melódicas, deixando tudo bem atrativo aos ouvidos. Bem, sem mais se estender, “Sixth Legion” é um álbum que enriquece, ainda mais, a belíssima discografia do Malefactor, que há quase três décadas despeja no Underground música de alta qualidade.

Site: www.facebook.com/malefactor.oficial

Resenha por Valterlir Mendes
 
 
Busca no site
 
Veja tambm