Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Publicidade RML

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
   
Capa
Entrevistas
Equipe
Mural
News
Contato
Reviews
CD's
DVD's
Demos
Magazines
Shows
Multimídia
Fotos
Links
Bandas
Zines
Gravadoras
Rádios
Diversos

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Untitled Document
 
 

Versão para impressão .

Enviar por e-mail .

Receber newsletter .

Versão PDF  .

Relatar Erro [erro]

 

Reviews Cds's

ALTERA O
TAMANHO DA LETRA
 

Recife Metal Law - O seu portal de informação!

 

NUCLEAR WARFARE - Empowered by Hate


NUCLEAR WARFARE
“Empowered by Hate”
MDD – Imp.


A banda alemã Nuclear Warfare está na ativa desde 2001 e “Empowered by Hate” vem a ser o seu quinto álbum de estúdio, o primeiro a contar com Alexandre “Xandão” Brito (no álbum com a alcunha de “Just Fucking Alex”) na bateria. Eu só vim a conhecer a banda a partir desse disco, o qual, apesar de ser um lançamento de um selo alemão, foi totalmente gravado e mixado no Brasil, mais precisamente no Papiris Studio, em São Paulo/SP, sob o comando de Caio Monfort e do próprio Nuclear Warfare. Caio, além da produção, também fez algumas participações em algumas músicas, ao lado dos outros dois convidados: Alex Coelho e Christian Mergenthaler. O álbum conta com dez músicas e o que podemos ouvir nele é o mais puro Thrash Metal, calcado na ‘velha escola’ e, claro, com aquela típica levada influenciada pelo Teutonic Thrash Metal, mas fazendo um som com características próprias, algo que não é fácil, em se falando do estilo que executam. Falei da influência alemã na sonoridade da banda, mas, claro, que Xandão não iria deixar de imprimir sua marca nesse disco. A pegada de bateria do álbum está fulminante, como já podemos ouvir na violenta faixa de abertura “After the Battle”, que flerta com o Hardcore, em razão de seu veloz andamento. E a gravação/mixagem deixou a parte instrumental bem definida, num mesmo patamar, tudo bem audível. É possível ouvir, com uma enorme clareza, as linhas de baixo de Florian Bernhard (aka “Just Fucking Fritz”), mas sem encobrir, por exemplo, os portentosos riffs de guitarras de Sebastian Listl (aka “Just Fucking Listl”). Falei em guitarras? Os solos são simplesmente desconcertantes, algo que é sempre muito bem vindo no estilo. Florian também é o responsável pelos vocais, que por vezes lembram Mille Petrozza (Kreator). Falando em vocais, Florian mandou bem na música cantada em português, “Mata com Faca”, a qual apresenta bastante influência do Punk/Hardcore feito no Brasil na década de 1980. “Empowered by Hate” é um disco que chega perto dos 40 minutos de execução. É urgente. É veloz. É agressivo. É um álbum onde não há momentos que caia a energia, mesmo que “Fear”, por exemplo, tenha um andamento mais cadenciado, não há momento onde o peso suma. Outros temas que engrandecem o álbum? “Warlust”, “A Nice Day” e a que define o disco como um todo: “Thrash to the Bone”. Liricamente, o álbum traz temas como guerra, serial killers, problemas sociais, Thrash Metal... o básico para o estilo. A arte da capa está belíssima, como deve ser para um disco de Thrash Metal. Vale lembrar que agora, em agosto/2020, o Nuclear Warfare estará lançando seu mais novo álbum de estúdio, “Lobotomy”.

Contatos:
www.nuclearwarfare.de
www.facebook.com/ThrashMetalTank
band@nuclearwarfare.de


Resenha por Valterlir Mendes
 
 
Busca no site
 
Veja tambm