Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Publicidade RML

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
   
Capa
Entrevistas
Equipe
Mural
News
Contato
Reviews
CD's
DVD's
Demos
Magazines
Shows
Multimídia
Fotos
Links
Bandas
Zines
Gravadoras
Rádios
Diversos

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Untitled Document
 
 

Versão para impressão .

Enviar por e-mail .

Receber newsletter .

Versão PDF  .

Relatar Erro [erro]

 

News

ALTERA O
TAMANHO DA LETRA
 

Recife Metal Law - O seu portal de informação!

 

Khemmis: novo álbum, “Deceiver”, já à venda


 
Despertando das profundezas de um sono febril, o Khemmis retorna para revelar seu novo e quarto álbum de estúdio intitulado “Deceiver”. As seis faixas do álbum encapsulam um projeto que estava em construção há quase três anos. Com um título que reflete as lutas internas que muitos de nós temos em nossas vidas, “Deceiver” é uma obra de arte musical ferozmente honesta e apetitosamente crua.
 
“Tematicamente, todas as músicas são sobre as muitas maneiras pelas quais somos levados a acreditar nessas histórias de que estamos quebrados, que não somos bons o suficiente, que nossa genética determina nosso destino. Este título é o rótulo que colocamos nas nossas cabeças como uma força que nos leva a acreditar nessas histórias”, descreve o vocalista e guitarrista Phil Pendergast. “A trajetória lírica do álbum é semelhante à descida de Dante em um inferno de sua própria criação. É o nosso álbum mais sombrio até hoje”.
 
“Embora nossa cabeça e coração sejam responsáveis por esse tipo de mentira, o mundo que nos rodeia também é. Existe essa dialética entre os dois que produz sofrimento. Qualquer pessoa que tenha lutado contra uma doença mental ou sofrido algum tipo de trauma vai dizer que houve momentos em que sua cabeça é sua própria fera que precisa ser confrontada”, explica o guitarrista e vocalista Ben Hutcherson. “Nesse sentido, nós próprios nos tornamos os enganadores; acreditamos que merecemos ser o recipiente para conter essa dor e esse sofrimento que está nos infligindo externa e internamente”.
 
A faixa “Living Pyre” é uma referência substancial para a luta e o crescimento emocional. “Quando se trata de minha própria saúde mental, quando estou em uma situação ruim, não consigo acessar a parte de mim que cria arte. Depois de chegar a esse entendimento de mim mesmo, a maior parte desta canção saiu em uma sessão. Eu estava me sentindo estável. Eu estava me sentindo esperançoso, embora o mundo exterior não fosse exatamente inspirador. Todos nós precisávamos de um motivo para sentir uma luz de esperança”, relata Hutcherson. Com um grande refrão embelezado por uma tristeza pantanosa, esta música incorpora elementos familiares ao som da banda com um toque de Death Metal sueco em sua última metade. “A razão pela qual esta foi a música que veio primeiro liricamente foi porque eu estava fazendo malabarismos com todas as coisas que estavam acontecendo com o mundo interior e exterior se cruzando. Tanta coisa estava acontecendo neste mundo e as letras eram apenas meus esforços para lidar com isso”, explica Pendergast. “Assim como para Ben, este era um momento de descoberta para mim. Uma vez que esta música saiu, me permitiu escrever outras canções para o álbum”.
 
“House of Cadmus” foi outra música composta de forma colaborativa entre os três membros do Khemmis. “Achei que o riff que abre tinha um quase-swing muito legal... mas malvado”, lembra o baterista Zach Coleman. “Eu fui atraído pela atmosfera daquele primeiro riff e parecia que precisava ser uma música sombria o tempo todo. Ben e eu conversamos sobre colocar alguns sons no estilo de Nova Orleans em algum lugar do álbum e acho que foi aqui que conseguimos juntar alguns com outros aspectos da música”.
 
Embora os temas líricos do “Deceiver”: tristeza, dor, desejo de esperança, sem dúvida sejam familiares para os fãs de longa data, estas seis músicas exibem uma coleção mais ampla de influências musicais do que em qualquer outro álbum do Khemmis até hoje. “Por ser nosso quarto álbum, especialmente após a transição entre os dois últimos álbuns, foi realmente libertador. Sentimos que realmente poderíamos fazer qualquer coisa neste álbum”, explica Coleman. “Há muita coisa aqui que nunca fizemos antes”, acrescenta Pendergast.
 
“Em algumas áreas [o álbum] fica sombriamente psicodélico. Acho que encontramos uma maneira legal de transformar as coisas usando transições que parecem realmente naturais. Há uma simetria sutil entre a primeira e a última música, que é uma das coisas que torna a audição do álbum em uma experiência holística satisfatória. Ele se desenvolve a partir de quase nada, torna-se muito escuro e então você lentamente rasteja para fora do círculo mais baixo do inferno”.
 
“Deceiver” do Khemmis é uma bonita e musicalmente ambiciosa jornada do início ao fim, encharcada de melodias apaixonadas e variações complexas e desenfreadas de selvageria sônica adornadas com uma arte de capa arrepiante e intensamente trágica do colaborador frequente Sam Turner.
 
Adquira sua cópia aqui.
 
Um lançamento da parceria Shinigami Records/Nuclear Blast Records.
 
Fonte: Shinigami Records
 
 
Busca no site
 
Veja tambm