Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Publicidade RML

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
   
Capa
Entrevistas
Equipe
Mural
News
Contato
Reviews
CD's
DVD's
Demos
Magazines
Shows
Multimídia
Fotos
Links
Bandas
Zines
Gravadoras
Rádios
Diversos

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Untitled Document
 
 

Versão para impressão .

Enviar por e-mail .

Receber newsletter .

Versão PDF  .

Relatar Erro [erro]

 

Reviews Cds's

ALTERA O
TAMANHO DA LETRA
 

Recife Metal Law - O seu portal de informação!

 

CANÁBICOS - Intenso


CANÁBICOS
“Intenso”
Monstro Discos - Nac.


Apesar de o título do disco está em destaque, o nome da banda vem bem menor. E é um nome bem sugestivo, não? Ainda mais se juntar nome da banda e título do álbum. Mas esses detalhes à parte, “Intenso” é um bom álbum de Rock N’Roll, o tipo de música que bebe muito na fonte do estilo, com uma levada pendendo para o Hard Rock. Boas doses de guitarras, pesadas, viris, por vezes velozes, ditando o andamento das músicas. O interessante e que os músicos se intercalam nos instrumentos. Veja: Murcelo González (guitarra, baixo, bandolim, vocal), M.M (baixo, guitarra), Mestre Mustafá (bateria, percussão, vocal) e Clandestino (vocal principal). E talvez isso tenha criado uma boa dinâmica em cada música. O disco começa com a total Rock N’Roll “Planeta Estranho”, com os vocais fazendo lembrar Raul Seixas, só que com mais ‘punch’, com uma veia mais Hard Rock veloz. “Fora da Lei” já vem com um maior groove, de início mais cadenciada, mas sem deixar de apresentar peso e algumas partes mais velozes. Os solos de guitarra, durante todo o disco, são uma tônica. Bem feitos, bem inseridos, na hora certa. Difícil não querer fazer uma ‘air guitar’ ao ouvir, tanto os riffs como os solos. Mas não só as guitarras que merecem destaque. A ‘cozinha’ tá bem afiada nesse disco. As linhas de baixo acompanham de perto, muito de perto, as linhas de bateria. É um caso de complementação e que deixa a sonoridade bem ‘fechada’. Na viajante “Intenso”, o instrumental é mesmo viajante. Uso do bandolim e de percussão criou o clima que eu acho que a banda procurava para a faixa-título. Poderia, aqui, comentar faixa por faixa de “Intenso”, pois é um disco repleto de boas alternativas durante toda a sua execução. Todas as músicas se diferem. A única coisa que é igual durante todo o álbum é que podemos ouvir um bom Rock N’Roll, seja um mais direto e cru, seja algo mais trabalhado e viajado. A produção sonora é de uma qualidade incrível! E isso faz com que a audição de “Intenso” seja ainda mais agradável. Parte gráfica vem simples, mas bem informativa e apresentada em digipack. Saliento que esse disco é o quarto da carreira da banda e foi lançado lá em 2017. Atualmente a Canábicos já vem divulgando seu novo álbum de estúdio. Ah, a despeito do nome da banda, as letras trazem uma temática que aborda diversos temas, alguns de forma bem séria, mas, também, algumas mais despojadas.

Contatos:
www.facebook.com/oscanabicos

Resenha por Valterlir Mendes

 
 
Busca no site
 
Veja tambm