Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Publicidade RML

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
   
Capa
Entrevistas
Equipe
Mural
News
Contato
Reviews
CD's
DVD's
Demos
Magazines
Shows
Multimídia
Fotos
Links
Bandas
Zines
Gravadoras
Rádios
Diversos

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Untitled Document
 
 

Versão para impressão .

Enviar por e-mail .

Receber newsletter .

Versão PDF  .

Relatar Erro [erro]

 

Reviews Cds's

ALTERA O
TAMANHO DA LETRA
 

Recife Metal Law - O seu portal de informação!

 

DEMONIZED LEGION - Invoking Darkness and Death


DEMONIZED LEGION
“Invoking Darkness and Death”
HellNoise - Nac.


Apesar de todo o seu tempo de atividades, a banda paraibana de Death Metal Demonized Legion só veio a lançar o seu álbum de estreia em 2018. Mas, para quem a acompanha desde os seus primórdios, é válido dizer que a espera foi recompensada com um álbum simplesmente aniquilador. O que escutamos em “Invoking Darkness and Death” é um puro ataque Death Metal, com passagens bem influenciadas pelo Black Metal, principalmente os vocais de Vomitory. Mas, apesar da influência do Black Metal, até mesmo em algumas letras, a Demonized Legion é uma pura representante do Death Metal. Esse disco traz dez músicas, sendo que duas - “A Toast For Freedom” e “The Christian’s Annihilation” - são anunciadas como faixas-bônus, porém com uma gravação equivalente a encontrada as demais faixas e com a sonoridade que não destoa das demais músicas. Falando em sonoridade que destoa, apenas a música “Sleep of Chaos” é um breve momento de calmaria em meio a todo o caos emanado durante todo o álbum, e esse título foi bem sacado. Ficou bem interessante essa faixa acústica no disco. Voltando a falar sobre a gravação, feita no Black Hole Studio (em Natal/RN), ficou muito boa, ainda mais se falando no tipo de som feito pela banda. Nada de grandes “truques” ou “overdubs”, já que podemos ouvir um som que soa honesto da primeira a última música. Além do mais, toda a parte instrumental ficou bem equalizada, mesmo que as linhas de baixo de Anguis Infernalis tenham ganhado um bom destaque, o que não quer dizer que elas encobrem os demais instrumentos. A rifferamente criada por Van Ripper são velozes, não deixando pedra sobre pedra, por vezes bem caóticas, em outras passagens cadenciando o andamento das músicas, como ouvido em “Hymn for the Dead”, afora os solos cortantes que atravessam o álbum, bom exemplo disso é o ouvido em “Hellmanism”. Bateria de Decaptator precisa, seja nos momentos que pedem maior velocidade, seja nos momentos mais cadenciados e pesados, com boas viradas e ‘quebradas’ de tempo. O CD vem envolto numa apresentação em digipack, com uma arte de capa que é uma verdadeira afronta aos preceitos cristãos. Simplesmente fantástica! O álbum ainda traz como convidados Flávio França (solos de guitarra em “The Spawn of Nihilism” e “Jesus Christ Ritual of Murder” e LC Hunter (backing vocals em “Chaotic Violence of Reality”). Um disco que exala caos e destruição em todo o seu conteúdo: lírico, visual e musical!

Contatos: www.facebook.com/demonizedlegion

Resenha por Valterlir Mendes
 
 
Busca no site
 
Veja tambm